Plano B

Plano B

por Mariano Lucente

Dirigir ou não dirigir. Eis a questão
Sonho de muitos, necessidade de tantos, profissão para alguns, final de linha para outros.

Quando eu estava com 17 para 18 ano, não via a hora de tirar minha carteira de habilitação e torcer para que meus irmãos não fossem usar o carro da família e poder sair para qualquer lugar. Esse era meu sonho e de muitos outros jovens.

Ter o próprio veículo é um símbolo de realização, status, liberdade, possibilidade de ir e vir para tantos lugares. Enfim, é uma utilidade que, sabendo usar, vai trazer resultados excelentes.

Paralelamente, temos que analisar as consequências dos fatos e repensar muito sobre esse tema.

Nossas cidades, em especial essa Paulicéia desvairada em que vivem a maioria dos que estão lendo esta coluna, são verdadeiras selvas de pedra e está cada dia mais difícil circular pelas suas ruas e avenidas. Como diria o poeta, alguma coisa acontece quando cruzo a Ipiranga e a São João ou a 23 de Maio, Paulista.

Os jovens, hoje com uma consciência social mais evoluída, mais acesso à informação e também com muito mais liberdade e opções de divertimento que outrora, devem se preocupar com a situação de beber e dirigir. Muito importante esse entendimento para garantir segurança e diversão a todos.

Os trabalhadores e estudantes devem, sempre que possível, optar pelo transporte público, apesar da qualidade e insuficiência que alguns trechos ainda nos oferecem. Devemos cobrar nossos direitos e exigir que isso seja pauta constante para nossos governantes.

Nessa pandemia percebemos como a diminuição de veículos  trouxe uma qualidade de vida melhor a todos: vias mais fáceis de trafegar, mais lugares para estacionar, cidade menos poluída, mais tempo para aquilo que realmente importa.

Hoje o custo para adquirir e manter um veículo é muito grande. Temos o valor de aquisição, manutenção, seguro, impostos e despesas do dia a dia como, combustível, lavagem e estacionamentos. Precisamos avaliar a relação custo X benefício desse ato em nossas vidas.

Quero me focar no momento de tomarmos essa decisão quando entramos na chamada fase denominada melhor idade (prefiro pensar assim) e em que, além dos pontos levantados anteriormente, temos que tratar com as limitações que a vida nos traz. Mais cedo para uns, mais tarde para outros, porém, inevitável para todos. Vamos perdendo reflexos, acuidade visual e auditiva, os músculos já não são os mesmos. Alguns leitores poderão se melindrar com isso mas eu próprio faço parte desse grupo e penso muito nessa situação.

A reflexão de um Plano B na narrativa é considerar prós e contras que o assunto permite. Em meu caso, a preferência é ser feliz, saudável, consciente de minhas limitações e aproveitar tudo de bom que a vida oferece e no momento em que isso acontece. E você?

Mariano Lucente (WhatsApp 11.955304623 e makeub156@gmail-com) é engenheiro, administrador, gosta muito de estudar e aprender. Já recebeu muito dessa vida e quer compartilhar conosco suas pequenas ou grandes guinadas, seus recomeços e todas as vezes em que teve que usar um Plano B.


3 comentários sobre “Plano B

  1. Realmente nestes tempos de reclusão a posse e utilização de carro está sendo questionada e ainda bem que está. Mas esta é só uma das primeiras indagações que surgiram em 2020. Muitas outras virão e nos impulsionarão para o que realmente importa na vida. Bela reflexão meu amigo, um grande abraço e siga com suas crônicas!

  2. Plano B. Já pensei muito nisso sobre deixar de usar o carro, não somente pelos gastos mas pela própria poluição e dependência que causa. Mas ainda é difícil me libertar desse comodismo que, por vezes, me faz ganhar tempo tbm.
    Um belo texto para reflexão e quem sabe, um ótimo empurrão para futura tomada de decisão. Gratidão pelo texto Mariano Lucente.

  3. Isso mesmo, vamos aproveitar enquanto podemos, ser feliz e respeitando nossos limites… O amanhã?? Amanhã vemos isso…rs. Pois aliás, quem sofre por antecipação sofre pelo menos duas vezes…. Então, vamos aproveitar o hoje, mas nunca se esquecendo que teremos sim que ter nosso Plano B, sempre!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Olá, quero seguir o seu blog.