LEIA! COM REINALDO STUHLBERGER

LEIA! COM REINALDO STUHLBERGER

Uma estória engraçada sobre a diferença da mãe judia e da italiana quando o filho não se alimenta direito.
A mãe judia diz ao filho “se vc não comer tudo eu me mato”. 
A mãe italiana diz “se vc não comer tudo eu te mato”.
Em qualquer caso a estória é folclórica e às vezes pode ser bem real um filho sentir-se envergonhado da superproteção materna, especialmente quando na frente de seus amigos. 

Em quase todo o mundo não se vive mais em guetos nem com costumes muito distintos. Mas basta olhar para viúvas no interior da Espanha trajando sempre preto ou para judeus ortodoxos vestindo roupas pesadas pretas mesmo no nosso calor. E ainda para muçulmanas com a cabeça coberta ou de burca para vermos que o mundo ainda mantém suas tradições. 

Essas são algumas identidades de fácil percepção mas certos povos têm na vida cotidiana usos muito estranhos para nós embora não os percebamos facilmente. 

O gueto interior de Santiago Amigorena (Editora Todavia, 128 páginas) trata da vida de Vicente Rosenberg que, em meados do século passado, entre a primeira e a segunda guerras, querendo se libertar desses hábitos, e até mesmo de alguma pobreza e ignorância, parte da Polônia para a Argentina, país então de primeiro mundo. 

Passa a se sentir um cidadão do mundo ocidental do século XX. Não quer ter mais qualquer contato com a família deixada na Polônia, afinal não é mais um cidadão típico dos guetos. 

Tem sua própria loja de móveis, veste-se bem, joga bilhar com os amigos, é casado, tem filhos, vai a restaurantes e outras diversões mais. 

Chegam então notícias do início do nazismo na Europa e Vicente começa a se culpar pelo abandono da família na Polônia. Com a piora da situação judaica na Europa, passa a sofrer de uma apatia que vai alterar sua vida diária. Santiago conta a estória de seu avô num livro maravilhoso que nos mostra a dor da saudade quando vem a perda real. 

Quando termino um livro, sinto-me culpado de iniciar um novo no dia seguinte sem refletir o suficiente sobre tudo o que li, mas é o que costumo fazer. O Gueto Interior é um livro rápido, mas tão boa é sua estória que demorei uma semana para iniciar outro. 

Sempre penso que nenhuma leitura é em vão. Mas aquelas que nos tocam internamente vão com certeza compor nossa personalidade, em geral para melhor. 

Reinaldo Stuhlberger (whatsapp 97622-6185) adora literatura e cinema. É engenheiro, faz windsurf, bicicleta e vai comentar as suas leituras conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Olá, quero seguir o seu blog.